O Curso

Ao longo da nossa vida, vamos incorporando conceitos e vamos impondo comportamentos determinados. O mesmo acontece com a voz e a música mesma. Acredita-se em vozes boas e ruins, pessoas afinadas e desafinadas, quando na verdade, todas as vozes são boas, se reconhecidas no seu centro. Assim como não existem pessoas de alta e baixa qualidade, não existem vozes de alta ou baixa qualidade, simplesmente a voz reflete o que acontece na vida da pessoa, e, como retorno, um trabalho de equilíbrio e liberação da voz influi também em outras áreas da nossa vida. Tirando o “stress” de se “encaixar” onde não se em caixa, qualquer voz pode mostrar a sua beleza.

A criança tem a benção de brincar com tudo que lhe aparece, porém geralmente é repreendida por isso. No nosso curso aproveitamos o poder lúdico, respeitamos o gosto e as idéias da criança, fortalecendo a sua auto-estima, ajudando a fortalecer a sua auto-estima, ajudado a abrir o leque das possibilidades musicais, espelho da própria vida e, quem sabe, ajudando a que não se gere o stress antes mencionado.

Em definitiva, tomando a voz como expressão visceral da pessoa, TODOS PODEMOS CANTAR se assim o desejarmos.

O trabalho fornece ferramentas para o encontro da criança com a própria voz. Desde o lugar de orientadora, a Paula propõe meios para o estudante começar este encontro.

Não procuramos falsos resultados rápidos, pois são essas pressões, geralmente, as responsáveis pelos bloqueios na voz, especialmente na fase de infância. Porém, resultados pessoais poderão sim ser alcançados no tempo e no processo de cada um(a), sempre trabalhando desde o lugar do prazer e num ambiente descontraído, o trabalho é fono-corporal, com linguagem simbólica e lúdica.

 


 

 

© Copyright 2004, Espaço Aberto Vánacontramão.