A Bruxinha que era boa

Espetáculo "A Bruxinha que era boa"

O espetáculo infanto-juvenil “A Bruxinha Que Era Boa”, livre adaptação do texto de Maria Clara Machado, com direção de Andréa Rabelo, esteve em cartaz no Teatro Molière-Aliança Francesa no dia 11 de dezembro de 2013.

No elenco participaram:  Ana Júlia Torres, Carolina Rêgo, Felipe Cavalcanti, Lara Curvelo, Luciana Ferrarezi, Maria Eduarda Almeida, Maria Eduarda Sepúlveda e Pedro Yuji

Na equipe técnica, tivemos o prazer de contar com: Antônio de Aruanda e Andréa Rabelo na adaptação do texto, Feijão na iluminação, Carlos Nunes no figurino, Andréa Rabelo e Carlos Nunes no cenário, Rachel Cavalcanti na coreografia, Janaína Abdon na maquiagem e caracterização, Carlos Nunes na programação visual, Ewerton Matos e Gabriel Martins na filmagem e edição de vídeo, André Carsant na fotografia, Andréa Rabelo na trilha sonora, Ewerton Matos na áudio-mídia e Patrícia Garrido na Produção.

Sinopse

A peça infantil conta a história da bruxinha Ângela, uma bruxinha diferente das outras que freqüentam a Escola de Maldades da Floresta e que estão sendo preparadas para serem as piores-melhores bruxas e assim ganhar a tão sonhada vassoura a jato. Caolha, Fredegunda, juntamente com a bruxinha Ângela serão avaliadas pelo Bruxo Belzebu Terceiro que escolherá a pior bruxinha de todas. Porém, nem os conselhos e ensinamentos da Bruxa-Chefe ajudam a bruxinha Ângela a ser uma excelente aluna e como castigo ela é presa na Torre de Piche. É nessa hora que a bruxinha Ângela conhece Pedrinho, um jovem lenhador que não se assusta com a aparência dela e a ajuda a fugir do castigo e ganhar a tão sonhada vassoura a jato.

Fotos do Espetáculo